EVANGELIZE...NOSSAS CRIANÇAS

Frase para você pensar:


Quer você goste ou não, alcançar as crianças no mundo de hoje é uma questão de vida ou morte.

Que você seja encontrado fiel, transmitindo a Palavra da Vida para uma geração em perigo!”


(Warren W. Wiersbe)

domingo, 21 de setembro de 2014

10 Maneiras de Ensinar a Criança a Orar!

                                

“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo como passar dos anos não se desviará deles.” (Provérbios 22:6 – Bíblia Sagrada NVI)

1- Ser uma pessoa de oração! Visto que as crianças aprendem a partir daquilo que vêem em seu ambiente, o elemento fundamental para ensinar crianças menores a orar é sermos pessoas de oração.

2 - Usar linguagem apropriada e do dia a dia com elas, e ver que as orações sejam breves, simples, sinceras e diretas. Assegure-se de orar a respeito de fatos do dia a dia a fim de que cada criança possa compreender. Por exemplo: toda vez que ouvir as sirenes do carro de bombeiros, pare! Profira uma oração em voz alta. Faça-a com as crianças.

3- Fazer da oração uma prioridade! Defina uma hora e lugar acolhedor e amoroso para ajudar as crianças a aceitarem a Deus. Prepare um lugar aconchegante de oração para ser usado antes do início do programa. Você pode incluir uma Bíblia para crianças, almofadas macias, música suave e relaxante como também livros sobre a oração e apropriados à faixa etária.

4- Tornar a oração uma rotina! As crianças apreciam a rotina e assim esta deve ser incorporada sempre que possível. Por exemplo, comece o dia com uma oração cumprimentando a Deus: “Pai celestial, ouça a minha oração. Que eu esteja sob o Seu amor e cuidado. Sê meu guia em tudo o que eu fizer hoje. Abençoe aqueles que me amam e a todas as crianças também”. Se durante a programação as crianças forem comer algo, profira esta linda oração: “Obrigado Senhor Deus por este mundo tão belo. Obrigado pelo alimento”.

5- Praticar a oração de improviso! Quando a criança o procura com uma preocupação ou problema, pare e faça uma oração com ela. Peça a direção de Deus. Por exemplo, você pode dizer: “Querido Deus, por favor, ajuda o José a ser melhor. Ajuda-o a partilhar seus brinquedos especiais com seu amigo João”. Por meio de nosso apoio podemos instilar a idéia de que podemos conversar com Deus, a qualquer ora e de que Ele sempre irá ouvir.

6- Usar orações diferentes! Como adultos usamos orações de agradecimento, de adoração, de petição e de louvor. Agradecemos a Deus pela melhor parte de nosso dia e sempre que algo bom acontece – não importa o quão pequeno – dedicamos um minuto para mostrar gratidão. Devemos ensinar isso às crianças. Muitas vezes agradecemos a Deus por Suas bênçãos; devemos incentivar aqueles que estão aos nossos cuidados a fazerem o mesmo.

7- Incorporar atividades práticas sempre que possível! É boa prática planejar formas de permitir às crianças se movimentarem, ver ou tocarem como parte da lição. Crie uma colagem de “Obrigado, Deus” em sua classe e desenhe ou escreva suas orações. Elas podem também mostrar ou dizer como Deus respondeu a cada um. Para as crianças muito pequenas, alguém pode escrever por elas.

8- A cada momento dirigir a atenção das crianças para a Criação de Deus! Dê apoio ao senso natural de admiração e temor daqueles que estão sob sua responsabilidade. Agradeça a Deus, espontaneamente, ao ver um arco-íris depois de uma tempestade, ou as flores da primavera. Diga: “Vejam o que Deus fez para nós”!

9- Convidar as crianças a orarem por motivos específicos! Troquem idéias com as crianças e falem a respeito de situações e de pessoas por quem orar. Torne suas orações significativas ao orar especificamente por crianças da sala, pelas vítimas de alguma catástrofe local ou em outra região.

10- Celebrar a oração de cada criança! Alimente a auto-estima e elogie a oração proferida pela criança. “Muito bem, você fez uma oração muito bonita!” “Obrigado, (nome da criança). Deus fica feliz quando nos dirigimos a Ele”.!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

DIA DO PASTOR- FRUTO DO ESPÍRITO

TEXTO: GALATAS 5: 22-23

Narrador: Hoje comemoramos o dia do pastor,

Um homem que às vezes tem de agir como Super – Homem,
Um Líder que às vezes tem de agir como Servo;
Um Servo que às vezes tem que agir como Líder;
Um Filho que tem que agir como Pai;
Um Pai que tem que agir como Filho;
Um amigo que tem que agir como crítico;
Um critico que tem que agir como companheiro;
Um dono que tem que cuidar do que não é seu;

Tudo isso na forma de um único ser, de um único homem… O Pastor… Pastor de ovelhas… das Ovelhas do Senhor…

Foi por isso que Deus deu a cada um algo especial … um Fruto… O fruto do Espírito… do Espírito Santo de Deus….

Esse fruto é composto de nove características bem especificas… Nove …. que não podem faltar naquele a quem ele escolheu para conduzir suas ovelhas…

Existem as qualidades Básicas para ser um Bom Pastor :

-E a primeira de todas é o Amor: aqui representada pela Maçã

AMOR… : Dizem que uma maçã por dia prolonga os dias de vida de um, a pessoa. Assim como a maçã, o amor deve ser diário, um pouco por dia gera vida… Gera outras vidas…
Aquele que é o detentor da guarda das ovelhas do Senhor o pastor deve ter em primeiro lugar ter o amor a essas ovelhas…
Amor incondicional
Amor sem igual
Amor Que não olha defeitos
Amor abnegado
Amor que gera amor



-Outra qualidade básica de um Bom Pastor é a Alegria: aqui representado pelas uvas:

-ALEGRIA. A bíblia relata que o suco das uvas são fontes de alegria. Mas a verdadeira alegria está em fazer que, dias de lágrimas, possam ser transformados em dias de alegrias e festejados em dias de salvação.



-E ainda há a PAZ… Que de igual modo as Mangas devem ser cultivados em clima favorável. A manga é considerada a rainha das espécies assim como a paz… Que:
Alimenta o coração do pastor
Que vem direto do trono do Senhor
Que gera o amor… A alegria… E descanso nas mãos do Criador



Mas para ser um Bom Pastor… Pastor das ovelhas do Senhor é preciso muito mais…

É preciso ter ainda as virtudes sociais: Virtudes manifestadas pela:

LONGANIMIDADE: que assim como, para se apreciar o sabor do abacaxi é preciso ter paciência para descascá-lo até chegar a seu necta, o Pastor cheio do Espírito deve ter longo ânimo… Longo ânimo deve para guardar a Noiva de Cristo… Longo animo para guerreia contra a hostilidade do mundo e protegê-la… Para apagar as afrontas sofridas… Para não dar lugar a feridas…



(BENIGNIDADE) -E ser como uma Pêra – Esta é suave e terna, assim como a Benignidade: um pálido reflexo da benignidade primordial manifestada por Deus, demonstrando em si mesmo o bem – querer que Deus tenha para os seus…



E a BONDADE: Ah! A bondade. Essa é a virtude que completa o chamado de um bom pastor, Bondade é como a Goiaba não é muito doce, mas em nada amarga… E dela é feito o doce mais doce é como a excelência moral e espiritual, criada pelo Espírito. A bondade reflete a generosidade de coração e de ações…



Mas para ser completo o bom pastor o pastor de ovelhas deve ter as característica da Graça

FÉ: que assim como os morangos apesar de pequena, é atrativo aos olhos, chamam a atenção de Deus, sendo ela carnuda, suculenta, e essencial para a vida… É como na vida do Pastor, a fé deve ser o atrativo para que pessoas voltem-se a Deus e para que Deus olhe para as ovelhas…



MANSIDÃO: a Graça em uma vida de mansidão é como um Maracujá produz calma, tranqüilidade e a generosidade de Deus.



DOMÍNIO PRÓPRIO: é como as Bananas, é preciso amadurecer… Esperar o tempo certo de agir, de falar, Aqueles que realmente exercem esta virtude levam todo o pensamento à submissão e obediência a Cristo…



Assim como as frutas produz benefícios para nossos corpos, assim o fruto do espírito produz em nós virtudes espirituais que juntas geram Laços ,

Laços fraternos…
Laços de amizades….
Laços de companheirismo…
Laços eternos…. com a única finalidade de Adorar a Deus e Gerar Vidas Para Deus…

E isso, amados pastores vemos em vocês: Homens Comuns… Feitos a Imagem do Altíssimo… E incumbidos de serem Guardiões do Rebanho eterno

Fonte:http://educadorescristaos.blogspot.com/

segunda-feira, 21 de abril de 2014

sexta-feira, 18 de abril de 2014

sexta-feira, 11 de abril de 2014

COMO ORGANIZAR UM CULTO INFANTIL




Vamos falar hoje de Culto Infantil!!!! 
Um momento em que toda a programação é voltada para os pequeninos.
É importante destacar que o culto infantil deve ser diferente da E.B.D., objetivo da Escola Bíblica Dominical é ensinar a palavra de Deus, já o culto infantil tem como objetivo incentivar as crianças a adorar a Deus. O Culto direcionado para as crianças tem uma grande importância, pois crianças são naturalmente curiosas e elas sempre esperam algo de novo.

Programação para o Culto Infantil:

1) Oração inicial:
É importante desde cedo incentivar nossas crianças a manter o hábito da oração, e mostrar que esta é a forma de nos comunicarmos com Deus. Devemos dizer às crianças que a oração é um momento de agradecimento a Deus por tudo que ele nos dá (alimento, família, vestes, amigos, etc). Uma maneira de ensinar a criança a orar é você (adulto/professor) fazer uma oração e pedir que as elas repitam o que você for falando. Dessa maneira você consegue também a concentração da criança, pois assim pode evitar que algumas orem e outras fiquem dispersas.

Momento do Louvor:
Crianças adoram cantar, amam este momento musical. Você mesmo pode cantar ou escolher duas ou três crianças para fazer este momento. É importante que as crianças sejam extrovertidas, pois este momento é animado e precisa de crianças que se soltem e não ficam com vergonha diante de um público. Observe seu grupo de crianças, você vai perceber que sempre tem aquelas que se destacam no momento do louvor, aproveite estas crianças.
Lembrando a importância de incentivar elas a louvarem a DEUS.

Leitura Bíblica:
É importante destacar que este momento deve ser lido um versículo curto e simples, para que elas possam acompanhar e entender a leitura. Também pode ser feita a leitura de forma diversificada (um versículo ser lido somente pelos meninos, e depois pelas meninas, leitura alternada, etc.). Se o culto tiver um tema bíblico escolhido, esta é a hora de ler o tema. 
 

Apresentação dos visitantes:
Lembre-se de escolher uma pessoa (que faça parte da organização do culto, pode ser outra tia ou uma auxiliar do departamento infantil) para ficar na entrada da igreja anotando os nomes dos visitantes. Atenção na hora de anotar os nomes porque chegam grupos infantis e também crianças com os pais. Se vierem grupos infantis procure saber o nome do grupo, a tia/professora/dirigente que está acompanhando, de qual bairro ou cidade eles estão vindo, é importante saber se este grupo vai apresentar um louvor, para que na hora das oportunidades fique de forma organizada a hora de cada grupo cantar. Peça para anotar também o nome (denominação) da igreja que cada grupo faz parte e não se esqueça de anotar o nome do pastor.
Exemplo: Grupo infantil (nome do grupo) / Tia (nome da tia) / Igreja (denominação) do bairro ou cidade (nome) / do Pastor (nome do pastor). Obs.: vai louvar!
Você pode pedir que no momento em que for falado o nome de cada grupo os componentes façam um sinal para todos conhecerem, pode ser levantar a mão, ficar de pé, isso fica a sua escolha. Depois de apresentar todos os visitantes é bem legal cantar um corinho de boas vindas ou o que também pode ser feito é você treinar antes com suas crianças uma frase de boas vindas. Exemplo: “SEJAM BEM VINDOS! ESTAMOS FELIZES POR ESTAREM AQUI E VOLTE SEMPRE!” 
Oportunidades:
Este momento é bem simples, mas precisa de atenção. Ofereça a oportunidade para o seu grupo de crianças louvarem a Deus. Depois você vai oferecendo as oportunidades para os grupos visitantes e também as crianças que cantam sozinhas. Lembrando que nos cultos tem os grupos e as crianças que cantam sozinhas, tudo isso deve estar anotado na folha de nomes dos visitantes. Sempre depois de cada apresentação parabenize, crianças gostam de ter reconhecimentos de suas ações.

Oferta:
Fale com as crianças a importância deste momento, que é com as ofertas que nós cuidamos da casa de Deus, a igreja. Pergunte a elas se gostam de ter uma casa bem cuidada e arrumada e para isso o papai e a mamãe trabalham, recebem o dinheiro e podem deixar a casa mais bonita. Uma conversa rápida com o objetivo de mostrar a importância e para que é usada a oferta, destacando também que a oferta agrada a Deus pois assim estamos ajudando no crescimento da obra do Senhor. Você pode escolher uma ou duas crianças para recolher as ofertas (ideal que as crianças sejam maiores, acima de 9 anos), uma tia ou um auxiliar do trabalho infantil. Pode ser cantado um corinho por uma tia ou até mesmo uma criança.

Mensagem / História Bíblica:
Uma das partes mais importantes do Culto. Geralmente é convidada uma pessoa para trazer a mensagem, e um fator importante, é convidar alguém que pregue para as crianças, que traga mensagens bíblicas com contexto direcionadas para os pequeninos. Muito cuidado na escolha, deve-se conhecer a pessoa, ou pelo menos ter indicações a respeito dela. Interessante é procurar saber a agenda da pessoa para poder assistir uma de suas mensagens / histórias bíblicas. Deve-se convidar a pessoa formalmente, enviando-lhe uma carta convite em folha timbrada com o endereço da sua igreja, assinada pelo pastor e pela pessoa que é líder do departamento infantil, com pelo menos 1 a 2 meses de antecedência, contendo na carta a hora e local do evento, se você escolher tema bíblico, deve também escrevê-lo na carta, para que a pessoa possa se preparar. Convite feito e aceito mantenha contato (via telefone, email. etc) com a pessoa convidada para que ela possa dizer se vai utilizar algum recurso visual para o momento da mensagem. Geralmente são usados cartazes (a pessoa que vai contar a história já possui) e pode precisar de algum tipo de apoio. Se a pessoa escolher utilizar fantoches irá precisar de um espaço para montar a “casa” do fantoche ou se for utilizar o data-show (caso a igreja possua este recurso) também deve ser montado antes do início do culto para não haja distração por parte das crianças e também para ganhar tempo.

Oração final:
Faça uma oração com todas as crianças agradecendo aquele momento de adoração, o momento em que estavam na casa de Deus para agradecer por tudo que ele faz em nossas vidas. Agradeça a Deus por cada criança presente e peça que ele continue abençoando a cada um e aos seus familiares. Da mesma forma que na oração inicial você (adulto/professor) pode fazer a oração e pedir que repitam o que você for falando. 
Brindes:
Uma maneira de conquistar as crianças de sua igreja e os visitantes é entregar-lhes uma lembrançinha, pode ser de e.v.a ou até mesmo um saquinho com algumas balas, o importante é que seja feita com amor e carinho.

Despeça das crianças com carinho. Se já estiver marcado o próximo culto, avise as crianças, falando a data e o horário para que elas venham e tragam visitantes (seu amiguinho de escola, vizinho, parente e etc). Pois assim você já os ensina a serem “evangelizadores” desde cedo.
Obs.: Faça uma escala para cada culto, quem vai ler a palavra, quem vai orar e quem deseja louvar, para que todos possam participar.

Ore a Deus pedindo orientação para este culto. Que tudo que for feito seja para honra e glória do nome dEle. 





sexta-feira, 4 de abril de 2014

OS DOIS LADOS DA ALEGRIA

LICÃO OBJETIVA OS DOIS LADOS DA ALEGRIA


Esta licão foi elaborado pelo Missionário da APEC na Paraíba, Pr. Paulo

Texto Biblico: Romanos 14:17
Consiga uma caixa tamanho médio.
Forre com um papel colorido ou branco,
Desenhe à parte um rosto que você possa  girar, para isso use um colchete ou bailarina.
Atenção! O rosto tem de ser desenhado conforme a amostra exposta aqui (não tem molde).
 
Licão:
A alegria tem dois lados, a passageira e a permanente.

Passageira, depende do momento.
Ex. quando ganhamos um brinquedo.
Atenção! Tenha dentro da caixa  coisas que representam a alegria passageira.
Brinquedos como: moto, carrinho, colar representando jóias, moedas ou cédulas de dinheirinho etc.

Permanente, aquela alegria que Deus nos dá, através de Jesus o filho perfeito de Deus.
Tenha em mãos figuras que mostram o plano de Deus para a salvação,  ensine sobre a alegria que Jesus prometeu aqueles que o amam.
 
Enriqueça sua aula com textos Bíblicos que falem da paz e alegria que tem aqueles que servem a Deus.
Boa lição!
................................